Fotos e matéria: Marcos Carvalho

 






Monte Verde



Monte Verde é distrito da cidade de Camanducaia e fica ao sul de Minas Gerais, fazendo parte do Circuito Serras Verdes, no alto da Serra da Mantiqueira, com uma altitude média de 1.600 metros, a 170 km de São Paulo. Com sua economia voltada basicamente para o turismo, Monte Verde recebe visitantes o ano todo, em especial amantes do turismo ecológico. Contudo, a vila ficou mais conhecida por proporcionar uma atmosfera charmosa e propícia ao romance, o que a transformou em um dos destinos mais procurados por namorados e casais em lua de mel. Monte Verde conta com uma estrutura de aproximadamente 200 hotéis e pousadas, e 70 restaurantes. Com temperaturas variando entre 28 graus no verão e -10 graus no inverno, quando as geadas formam uma linda paisagem numa combinação de verde, gelo e céu azul, além da fumaçinha das lareiras acesas para aquecer as casas e chalés, a cidade se torna um local agradável e prazeroso em todas as estações do ano.









Os pioneiros de Monte Verde



Verner Grinberg (falecido em 13/08/2006 aos seus 96 anos de idade) e sua esposa (também falecida) dona Emília. O sobrenome da família deu o nome à cidade: "grin", verde, e "berg", monte. A família Grinberg chegou ao Brasil em 1.913, junto a outros tantos imigrantes da Letônia e foi morar em 1.921 na então recém-fundada Colônia Varpa, próxima à cidade de Paraguaçu Paulista e formada por seus patrícios letões. Lá, ao se casar com dona Emília Leismeir, resolve passar sua lua de mel em Campos do Jordão, região parecida com a sua terra natal. O jovem casal se empolga com o clima de montanha e com as paisagens da Serra da Mantiqueira. Em 1.936, ouviu falar dos Campos do Jaguari, município de Camanducaia, hoje Monte Verde, lugar de clima e paisagens semelhantes a Campos do Jordão. Imbuído de espírito empreendedor, sobe até o pé da Serra da Mantiqueira em lombo de burro, abrindo picada no meio do mato. Em 1.938, ali adquire terras e inicia a formação de uma fazenda. Com o passar do tempo, muitos de seus amigos e conhecidos começaram a sentir atração pelo lugar. E aos amigos e parentes, geralmente europeus e adeptos de sua religião, a batista, cedia terreno para que construíssem casas e viessem morar na fazenda. Hoje, a famosa cidade Monte Verde.








Principais Pontos Turísticos



 


Lojas



O centro de Monte Verde resume-se a uma única, bela e tranqüila avenida de paralelepípedos, a Avenida Monte Verde, que é margeada por restaurantes, lojinhas coloridas e galerias, em estilo enxaimel, onde se pode comprar malhas, velas de cheiro, produtos naturais, gnomos e cristais, além do artesanato de madeira, ferro, couro e cerâmica.







Gastronomia



As opções gastronômicas são fartas e diversificadas, variando de sopas, chás e batatas recheadas, a trutas gratinadas, carne seca na moranga, feijão tropeiro, fondues de queijo, além de uma infinidade de produtos caseiros, queijos e doces mineiros, chocolates e geléias, licores e vinhos.









Motor a Vapor



Antes de 1969 o sistema de gerar energia elétrica para a Vila Monte Verde era através de motor à vapor, o mesmo de locomotiva. Este motor se encontra próximo ao portal para apreciação e fotos. À partir de 20 de julho de 1969 foi entregue ao povo desta localidade de Vila Monte Verde, o novo sistema de transmissão e distribuição de energia elétrica, projetado e construído pelo DAE.

1   1



Jipe



Escolha o roteiro que deseja para este passeio, contratados na avenida principal, como Cachoeira dos Pretos, São Francisco Xavier, Gonçalves, e também em locais de Monte Verde. O passeio de jipe pode ser realizado tanto em dias ensolarados como também com chuva e barro, ficando mais radical e emocionante. Para chegar a esses lugares, contudo, é essencial um veículo com tração nas 4 rodas para vencer os obstáculos das estradas de terra, além do acompanhamento de alguém que conheça a região.

Rafting



Esporte em que se desce as corredeiras de um rio a bordo de um bote inflável e o objetivo é vencer os obstáculos naturais do rio como as pedras e quedas d'água no caminho. Em Monte Verde é realizado no km 13 entre Monte Verde e Camanducaia, no Rio Jaquary, com entrada para o bairro do Quilombo. O rio Jaguary está entre os cinco melhores do Brasil para a prática do rafting, várias corredeiras e cachoeiras que podem chegar a 8 metros de altura, com percurso de cerca de 7 km de pura adrenalina que podem durar cerca de 3 horas. A melhor época para a prática deste esporte é entre setembro e maio, quando o volume das águas é maior com as chuvas. Aconselhamos realizar este esporte com pessoal treinado na área sendo que alguns quiosques na Av. Monte Verde oferecem o serviço.

Trilha do Pinheiro Velho



Passeio a pé que começa próximo ao único posto de gasolina da cidade ou em pontos na avenida principal e vai até o aeroporto, a 1560 metros de altitude. Essa trilha pode ser percorrida em 15 minutos, com árvores nativas e centenárias, riozinho a beira do caminho do caminho, flores e o mais antigo pinheiro de Monte Verde com mais de 500 anos.




Quadriciclo e Moto



Hoje, os passeios com quadriciclos e motos de aluguel foram proibidos na cidade e ruas dos bairros. Eles acontecem agora, em trilhas especialmente planejadas para esse fim, há quatro quilômetros antes do portal da cidade, na Fazenda Radical.






1 1



Tirolesa


Na Fazenda Radical você encontrará o circuito de duas grandes tirolesas, que totalizam 925m de extensão.


Bike


Pedalar em Monte Verde é um esporte saudável, com contato direto com a natureza, ar puro, paisagens lindas, montanhas, flores e sons de belos pássaros. Existem locais na avenida principal que alugam bikes para adultos e crianças.


Cavalo


Alugar cavalos e sair cavalgando pelas redondezas é algo muito comum em Monte Verde. Mas você pode fazer uma cavalgada especial em cavalos da raça Manga Larga Marchadores, na Pousada dos Marchadores (é necessário agendar). Para crianças, a pousada disponibiliza os mini pôneis.


Patinação no Gelo



Monte Verde oferece uma pista de patinação para quem sabe patinar e para quem deseja aprender a patinar com apoio de instrutores. Quem não quer se aventurar, local prazeroso para somente assistir.



Trilhas para os picos



As trilhas a pé para o Chapéu de Bispo, Platô, Pedra Redonda, Pedra Partida e Pico Selado, devem ser realizadas durante o dia, evitando o final de tarde para não correr o risco de pancadas de chuvas, ou tempo nublado e calculando a volta antes de escurecer. Não é necessário guia, pois as trilhas já estão prontas e com sinalização de placas. Leve água e algum alimento energético, use calçados adequados e uma blusa para mudança de temperatura que é muito comum durante o percurso. Não esqueça de sua máquina fotográfica, pois a paisagem é realmente de tirar o fôlego! O percurso para o primeiro pico é de cerca de 40 minutos e para chegar até o último, leva-se cerca de 4 horas. Não se esqueça que tem ainda a volta.


1 1




Cachoeira dos Pretos



Uma vez em Monte Verde, aproveite para conhecer outros destinos próximos. A apenas 31 km de distância, no município vizinho de Joanópolis, fica a Cachoeira dos Pretos, a maior queda d'água do estado de SP (um belo espetáculo visual com 154 metros de altura). O local conta com uma completa infra-estrutura turística: amplo pátio de estacionamento, lanchonete, banheiros, área de lazer, piscina natural, bicas para banho, etc. Para chegar, saia de Monte Verde e, 10 km após o Portal, vire à esquerda (existe uma placa indicando a entrada). Depois, siga a sinalização. Mas atenção: a estrada é de terra, de difícil pilotagem, e em períodos de chuva, somente com veículos off-road.


Mirante



Este mirante (temporariamente fechado) fica em um restaurante no aeroporto, a 1560 m de altitude e oferece vista panorâmica para a cidade com as montanhas de pano de fundo para belas fotos!

Passeio de Monomotor



Conheça Monte Verde de cima, suas belezas naturais e também a vista de cidades vizinhas, como também a famosa Campos do Jordão, em passeios de avião monomotor no aeroporto mais alto do Brasil para aviões de pequeno porte.










Além dos pontos turísticos tradicionais citados acima, vale conhecer também





Cervejaria do Fritz



Fundada em 1993 em Sumaré, em 2009 foi transferida para Monte Verde. No início, o mestre-cervejeiro Jörg Franz Schwabe produzia cervejas, como hobby, para o consumo da família e dos amigos. Hoje, as cervejas artesanais do Fritz são servidas nas cinco choperias Fritz, distribuídas entre o vale do Paraíba e Campinas, e a fábrica em Monte Verde produz cinco tipos de chopp diferentes: Natur Chopp pilsen não filtrado, Klar chopp pilsen filtrado, Dunkel pilsen escuro, Weiss de trigo e Koelsch (uma cerveja especial de longa fermentação e maturação podendo chegar a 7% de teor alcoólico).


11




Hotel Cabeça de Boi



Um dos mais antigos e tradicionais da cidade, a um quilômetro do centro, foi construído em 1962, com uma área de quatro alqueires. Com uma localização natural privilegiada e excelente gastronomia, é o único hotel da cidade que possui completa estrutura de lazer para família.




1






Hotel Kuriuwa



Considerado um dos mais sofisticados da região, fica na parte mais alta do Jardim das Montanhas, a 4km do centro. Suas "moradas", somente para casais, com mais de 60m2, são destinadas às pessoas que apreciam a natureza, tranqüilidade e discrição, e oferecem o conforto de uma casa.


11



Fonte: Pesquisa pessoal de Marcos Carvalho, Secretaria de Turismo de Monte Verde, monteverde.com.br e guiamonteverde.com.br.








SÃO PAULO – Rodovia Fernão Dias – 170km


CAMPINAS – Rodovia Dom Pedro I – 165km


RIO DE JANEIRO – Rodovia Dutra – 560km


BELO HORIZONTE – Fernão Dias – 488km


VALE DO PARAÍBA – Dutra











Get the Flash Player to see this player.